Murici | AL
29° máx / 21° min
Um ou dois aguaceiros breves

notícias / alagoas

Compartilhe
02.09.2019 - 16H52
Bando é preso pela PRF por suspeita de associação criminosa

Bando é preso pela PRF por suspeita de associação criminosa

A ocorrência se deu na BR 104, em Rio Largo

 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na noite de sábado (31) cinco pessoas suspeitas de integrar uma quadrilha que atua na clonagem de cartões de créditos, roubos, falsidade ideológica, entre outros crimes. Três dos presos já haviam sido detidos em outros estados pelo mesmo motivo e para um deles havia um mandado de prisão em aberto. O fato aconteceu na BR104, em Rio Largo. Dois homens e três mulheres foram encaminhados à Central de Flagrantes, em Maceió.

Em ronda noturna, pela BR 104, os policiais rodoviários federais abordaram um Renault/ Duster, de cor branca, placa de Natal/RN.  Dentro do veículo havia dois homens e três mulheres e eles mostraram nervosismo durante a fiscalização. Os agentes pediram para os ocupantes do veículo descerem e fizeram uma fiscalização detalhada. Após busca no carro encontraram diversos cartões de banco, armadilhas para reter cartões de caixa eletrônicos e materiais utilizados para clonagem de cartões. Além disso, na mala do veículo havia muitas sacolas de compras, algumas com nota fiscal e outras não, de produtos como tablets, celulares, relógios, perfumes, calçados e roupas. Dentro das bolsas das mulheres havia uma quantia de dinheiro que ultrapassava cinco mil reais.

Ao consultar as identidades dos suspeitos, os policiais descobriram que dois deles já haviam sido detidos em Salvador/Bahia, pela prática de golpes de clonagem de cartões de crédito e outro dos abordados já havia sido detido em Pernambuco pelo mesmo crime. Um dos homens, usava carteira de identidade falsa, e era procurado pela Justiça de Goiás, desde fevereiro de 2019, pelo crime de roubo qualificado.

Os dois homens, naturais de Natal/RN, e as três mulheres, duas delas natalenses e uma de Belém do Pará, foram encaminhados à Central de Flagrantes, em Maceió, junto com todo material apreendido para os procedimentos cabíveis.