Murici | AL
29° máx / 21° min
Um ou dois aguaceiros breves

notícias / alagoas

Compartilhe
Por Gazetaweb     |     26.08.2017 - 10H19
Estado vai privatizar Centro de Convenções

 

Estado vai privatizar Centro de Convenções

EXCLUSIVO. Estádio Rei Pelé também pode ter o mesmo destino


Uma equipe técnica de alto nível do governo de Alagoas, formada pela alta cúpula das Secretarias da Fazenda e do Planejamento, estuda a privatização de ativos com pouca rentabilidade na gestão pública. Com as contas equilibradas e com o pagamento do funcionalismo garantido até o final do ano, O governador Renan Filho (PMDB) não tem pressa e também não quer prejuízos com o processo de privatização, como ocorreu no passado quando o Estado entregou ativos como a Ceal e o Banco do Estado para pagar folha de servidores atrasadas.

Na lista dos órgãos públicos que vão ser oferecidos à iniciativa privada está o Centro de Convenções Ruth Cardoso. Setores do governo querem a privatização do Estádio Rei Pelé, órgão da Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude que é deficitário e dá prejuízo estimado em R$ 100 mil por mês.

O governador Renan Filho (PMDB) é quem dará a palavra final ao estudo dos órgãos destinado à privatização. Ele deixa claro que tudo está em fase de estudo, e quanto à concessão do Rei Pelé a iniciativa privada, lembra que os estádios de futebol não dão lucro no Brasil. Ele admite inclusive que o Estado terá que continuar bancando os prejuízos, mas quer dividir a conta com os clubes de futebol que utilizam o estádio e deixar de pagar 50% da conta de manutenção.

Nos bastidores do Palácio do Governo, a Gazeta observou que os ativos vão ser oferecidos ao mercado privado no momento oportuno. O objetivo é fazer operação com cautela como ocorreu com a Algás. A empresa fornecedora de gás foi privatizada, tem dois operadores da iniciativa privada e não dá mais prejuízos ao Estado.


Foto: Gilberto Farias