Murici | AL
29° máx / 21° min
Um ou dois aguaceiros breves

notícias / alagoas

Compartilhe
Por Gazetaweb     |     03.03.2018 - 17H06
Tremor de terra deixa maceioenses em pânico



Um tremor de  terra registrado por volta das 14 horas deste sábado, 3, deixou em pânico moradores de diversos bairros de Maceió. Os relatos indicam que o fenômeno, até o momento sem explicação, atingiu ruas do Farol, Serraria, Bebedouro, Pinheiro, Jatiúca, Cruz das Almas, Feitosa e Mangabeiras.

Uma dona de casa, que pediu anonimato, moradora da rua Euclides José Leite, no Pinheiro, dormia na sala de casa quando acordou assustada, com as portas tremendo. Ela também sentiu o chão balançar e foi até a rua, onde os vizinhos também estavam atordoados.

"Um vizinho me contou que uma mulher desmaiou de susto", contou. "Pensei que estava sonhando, mas foi algo tão verdadeiro que me assustou", afirmou. Em todos os locais atingidos, moradores estavam fora de suas casas, sem saber o que ocorreu e com medo de novos tremores. Prédios foram evacuados.

Na rua Travessa da Lira, também no Pinheiro, os moradores do edifício Saint Tropez sentiram um tremor muito forte, e tiveram a sensação de que o prédio iria cair. Eles desceram rapidamente. 

Os moradores permaneceram na rua depois do susto 

FOTO: LARISSA GOMES


Segundo o morador Tony Verçosa, alguns utensílios da cozinha caíram no chão e ele chegou a pensar que o problema era na estrutura do prédio, quando percebeu que tinha sido na rua inteira. Os vizinhos dele também deixaram suas residências.  

Durante os momentos de tensão, Dona Jacilda, vizinha de Tony, passou mal, pois sofre de pressão alta e o susto foi muito grande.  

Outro ponto afetado foi a rua Professor Mário Marroquim Pinheiro, no Farol, onde uma cratera se abriu em frente à igreja Menino Jesus de Praga e muitos moradores estavam na rua ainda assustados.  

Cratera em frente à Igreja Menino Jesus de Praga 

FOTO: LARISSA GOMES


"Estava almoçando com a minha família, quando tudo começou a tremer. Foram cerca de 3 segundos, mas foi assustador, viemos para a rua", contou Geraldo Freire.  

O Corpo de Bombeiros estava presente no local. A capitã Ana Carla informou que não houve feridos, apenas algumas casas que abriram rachaduras. Ela contou à Gazetaweb que a Defesa Civil vai procurar pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), para descobrir a causa do fenômeno.

A Prefeitura de Maceió já acionou o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), que é coordenado pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional, para avaliar a intensidade, o impacto e possíveis desdobramentos do tremor.

Após confirmar o abalo na capital, todas as secretarias municipais entraram em estado de atenção e plantão permanentes, coordenados pela Defesa Civil, que pode ser acionada pelo telefone 0800 030 6205.