Murici | AL
29° máx / 21° min
Um ou dois aguaceiros breves

notícias / alagoas

Compartilhe
Por Gazetaweb     |     19.10.2018 - 09H44
Antes de desaparecer, jovem deixou bilhete avisando à família que ia embora



A adolescente Gisele dos Santos, que passou mais de 48h desaparecida esta semana, teria deixado um bilhete para a família antes de deixar a residência. No bilhete, ela informava que "não queria mais ficar em casa e que iria procurar outros caminhos". A informação foi repassada pelo promotor de justiça da Promotoria da Infância e Juventude, Ubirajara Ramos. Segundo ele, Gisele teria ido se encontrar com um homem que, supostamente, possui um relacionamento amoroso com a menor.

"Houve o desaparecimento, ela saiu de casa deixando um bilhete dizendo que não queria ficar em casa, que ia procurar outros caminhos e outra pessoa ia encontrar com ela. O caso chegou ao Ministério Público através do programa de pessoas desaparecidas, em que a promotora convidou os parentes, ouviu a família e, após as informações, a polícia civil, através do Serviço de Inteligência, fez diligências e encontrou a menor numa casa acompanhada de um homem adulto", disse o promotor.

A Polícia Civil vai instaurar um inquérito para apurar quais crimes o homem, que não teve a idade e nem a identidade revelada, cometeu. As investigações comandadas pela Delegacia de Crimes contra a Criança e o Adolescente deve apontar se o suspeito cometeu os crimes de sequestro, cárcere privado e o outros crimes tipificados no Estatuto da Criança e do Adolescente.

Até o momento, a polícia não sabe dizer se o homem é conhecido da família.

"O pai disse que ela tinha um namorado, mas que tinha acabado o namoro e não sabia se ela estava se relacionando com outra pessoa, mas tudo indica que havia relacionamento entre ela e o homem com quem esteve", explicou o promotor.