Murici | AL
29° máx / 21° min
Um ou dois aguaceiros breves

notícias / alagoas

Compartilhe
Por Gazetaweb     |     12.02.2019 - 11H30
Alagoano é preso suspeito de arrancar cabeça de vizinho por ciúmes

 

Alagoano é preso suspeito de arrancar cabeça de vizinho por ciúmes

Edson da Silva disse que vítima foi decapitada porque estava 'dando em cima' de sua mulher; crime ocorreu em Goiás

 Por Gazetaweb, com Bom Dia Goiás e Portal 6  12/02/2019 07h37

Edson da Silva sai sorrindo em foto antes de ser levado à carceragem

FOTO: Divulgação/PM

Um alagoano foi preso suspeito de ter decapitado um jovem dentro de uma residência situada no bairro Industrial Munir Calixto, cidade de Anápolis, Goiás. O crime ocorreu no fim de semana e teria sido motivado por ciúmes. Outro suspeito, Ítalo Rangel Ferreira da Silva, também foi preso. 

Testemunhas relataram que suspeito e vítima estavam em uma festa no imóvel, onde, inclusive, é ponto de consumo de drogas. A comemoração começou na sexta-feira à noite. Já ao meio-dia do sábado, escutaram um barulho e, depois, silêncio total. Em seguida, um homem foi visto correndo sujo de sangue pela rua. Quando um morador entrou na residência, deparou-se com a vítima decapitada. 

Em depoimento à polícia, Edson Benedito da Silva, de 34 anos, confessou o crime, alegando, friamente, que arrancou a cabeça da vítima - identificada como Flávio da Silva Petrino, 25, - porque ela estava "dando em cima" de sua mulher. 

"Esperei todo mundo sair de casa, inclusive, minha esposa, quando me aproximei dele e arranquei a cabeça. Ele estava dando liberdade para minha mulher, né? Aí não gostei e matei ele", disse o suspeito, acrescentando que a esposa não teve nenhuma participação no assassinato. 

Vítima foi brutalmente assassinada dentro de residência em Anápolis

FOTO: TV Anhanguera/Reprodução

DURANTE A PRISÃO

Ao ser conduzido para a Central de Flagrantes, no Centro da cidade, Edson Benedito aproveitou o momento em que seria fotografado, pedindo que o registro fosse feito com ele de perfil. Antes do flash, esboçou um sorriso e seguiu com tranquilidade para a carceragem da delegacia. 

Edson Benedito não possui nenhum antecedente criminal, mas, se condenado, pode pegar mais de 20 anos de prisão. 

A imagem do assassinato não será divulgada devido às circunstâncias da violência cometida. 

Alagoano suspeito de decapitar vizinho em GO confessa o crime

Imagens: Divulgação