Murici | AL
28° máx / 21° min
Muito nublado

notícias / esportes

Compartilhe
Por G1     |     27.07.2017 - 13H10
"São os jogadores que decidem", diz presidente do Barça sobre Neymar

 

"São os jogadores que decidem", diz presidente do Barça sobre Neymar

Josep Maria Bartomeu afirma ao "The New York Times" que Barcelona precisa do astro e não deseja perdê-lo. Jogador segue em silêncio em meio a novela

Por GloboEsporte.com, Washington, EUA

27/07/2017 11h41 Atualizado há 1 hora

As imprensas de Espanha e França são uníssonas ao apontar que a possível transferência de Neymar para o Paris Saint-Germain, neste momento, depende apenas da decisão do astro, uma vez que ele tem a proposta fechada em mãos e já teria ouvido os argumentos da diretoria do Barcelona para permanecer. E o presidente do clube catalão reiterou tal discurso.

Em entrevista ao jornal "The New York Times", durante a excursão do Barça pelos Estados Unidos para a pré-temporada, Josep Maria Bartomeu deixou claro o desejo do clube de manter Neymar, alegando que a equipe "precisa dele". E que, quando um atleta quer sair, ele tem o direito de decidir.

- Neymar é um dos nossos melhores jogadores e não queremos perder este jogador. Queremos que siga conosco. Você sabe que são os jogadores que decidem se querem sair, eles podem decidir. Mas quanto ao Barcelona, o queremos e precisamos dele. Porque se queremos ganhar, precisamos dos melhores jogadores possíveis - apontou Bartomeu.

Bartomeu diz que Barça precisa de Neymar (Foto: EFE) Bartomeu diz que Barça precisa de Neymar (Foto: EFE)

Bartomeu diz que Barça precisa de Neymar (Foto: EFE)

Enquanto as torcidas dos dois clubes vivem a expectativa pela definição da novela, Neymar vem mantendo o silêncio: a única vez que esboçou algum recado foi através das redes sociais, usando um emoji pensativo. O jornal "L'Équipe" afirma nesta quinta-feira que o único empecilho para a transferência neste momento é a resolução sobre como se dará o pagamento da multa rescisória de € 222 milhões (R$ 815 milhões) ao Barcelona - uma vez que o jogador e o clube francês já teriam fechado seu acordo.

A diretoria do PSG estaria tentando achar uma saída, negociando com o Barça, para não seguir o protocolo de pagamento de multas do tipo: o clube teria que repassar o valor para Neymar, que faria o depósito na conta do Barcelona. Este processo, diante das leis da França, poderia gerar impostos e inflacionar a transferência para mais de € 300 milhões (R$ 1,1 bilhão) - pois o dinheiro que seria repassado ao jogador para o pagamento da cláusula seria considerado um salário adiantado ou um bônus por assinatura de contrato.


Foto: EFE