Murici | AL
29° máx / 21° min
Um ou dois aguaceiros breves

notícias / murici

Compartilhe
04.09.2018 - 14H23
Suspeito morre e outro é preso após troca de tiros com a PM em Murici

Suspeito morre e outro é preso após troca de tiros com a PM em Murici

Polícia Militar encontrou os dois após estourar uma boca de fumo no município. Antes disso, os militares já tinham prendido outra pessoa por tráfico de drogas em Maceió


Um suspeito morreu e outro foi preso por tráfico de drogas após trocarem tiros com a Polícia Militar em Murici, município do interior de Alagoas. A ocorrência foi registrada nesta segunda-feira (3).

As informações foram divulgadas ao G1 pelo Batalhão de Radiopatrulha (RP), que particiou da ação.

Paulo Cândido da Silva, de 19 anos, foi quem morreu em confronto. Já o suspeito preso foi identificado como Pedro Vinícius Ramos, da mesma idade.

O Batalhão explica que antes de ir até Murici estava fazendo rondas em Maceió, quando encontrou um homem em atitude suspeita no bairro do Mutange. Ele se chama Davi Ferreira dos Santos, 22, investigado por homicídio.

Diante da abordagem, os militares fizeram buscas na casa de Ferreira e encontraram 20 bombinhas de maconha, crack e uma arma.

De acordo com a polícia, como o suspeito não portava documentos, a guarnição decidiu ir buscar na casa da mãe dele, que em Murici. Foi nesta cidade que os militares chegaram a uma boca de fumo e houve a confusão com a troca de tiros.

"Chegando na localidade [perto da casa do Ferreira] tinha uma movimentação. Fomos abordar, aí um usuário nos levou a uma boca de fumo e encontramos mais drogas, 175 bombinhas de maconha e 104 pedrinhas de crack", disse um militar que preferiu não se identificar.

Ainda de acordo com a PM, usuários indicaram a casa vizinha ao local da boca de fumo como um lugar suspeito. Neste segundo imóvel estavam Cândido e Ramos.

"Aí fomos na casa vizinha, quando chegamos no fundo da casa, que abrimos a porta, estavam lá os dois [Cândido e Ramos]. Reagiram a abordagem com disparos à guarnição e um deles foi a óbito no HGE", explicou o militar.

Ramos foi preso e foi levado para a Delegacia de União dos Palmares. Já Ferreira foi levado para a Central de Flagrantes I, no bairro do Farol, onde foi autuado por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.